“SIMAB” Estuda implantação de plataforma Agroalimentar em Cabo Verde

A “SIMAB” conclui até final de julho o estudo para implantação de uma Plataforma Logística de Base Agroalimentar em Santa Cruz, na Ilha de Santiago – Cabo Verde, projeto que integra uma central de compras, um parque industrial e a designada “feira da banana”.

O estudo desenvolvido pela “SIMAB” – decorrente de um contrato com a Câmara Municipal de Santa Cruz e com a Associação de Turismo de Santiago, que envolve o Governo de Cabo Verde – tem sido desenvolvido em várias fases, da “proposta inicial de implantação”, apresentada em inícios de maio ao Primeiro-Ministro cabo-verdiano, ao “Estudo Prévio de Viabilidade Económica e Financeira”, também já entregue.

A Central de Compras de Santa Cruz foi mesmo um dos projetos-bandeira do “Cabo Verde Investment Forum”, uma plataforma de organização governamental para facilitar negócios, permitir parcerias e mobilizar recursos para o setor privado, colocando em contacto empresários, investidores e instituições financeiras públicas e privadas, que decorreu na Ilha do Sal, no início do mês.

Esta Central de Compras de Santa Cruz – considerado um projeto estruturante para o turismo, a agricultura, a pecuária, o artesanato e as pescas de Cabo Verde – foi, assim, dada a conhecer a potenciais investidores e financiadores e, de acordo com os parceiros da “SIMAB”, poderá vir a obter financiamento a breve prazo.

Neste “Cabo Verde Investment Forum” participaram mais de três centenas de interessados, entre representantes de 25 países (Portugal e Luxemburgo, por exemplo); delegações de alguns dos mais relevantes organismos de cooperação e de financiamento internacionais, como o Banco Mundial, o Banco de Investimento da CEDEAO, o Afreximbank e o PNUD; diversos bancos privados de investimento e bancos comerciais; e um conjunto de investidores de diversos países, disponíveis para a concretização de parcerias com promotores nacionais.

Foram então apresentados 41 projetos de valor unitário superior ao valor mínimo de 2,5 milhões de euros e um substancial número de projetos “espontâneos” de valor abaixo do mínimo, projetos com forte perspetiva de financiamento.

Já após a conclusão deste Forum, a “SIMAB” entregou aos seus parceiros caboverdianos a “Cenarização do Modelo Institucional e de Gestão”, avançando agora para a conclusão do relatório final sobre o “Modelo de Implantação, Investimento e Gestão”, de que resultará, em conclusão do trabalho, o “Modelo de Implantação, Investimento e Gestão”.

2019-07-29T12:05:59+00:00